FANDOM


Prince Caspian-2-.jpg
Caspian X, o Navegador
, ou simplesmente Príncipe Caspian, vem da raça dos telmarinos. Seu antepassado, Caspian I, foi responsável pelo ataque à Nárnia, que resultou na extinção da maioria das espécies narnianas. Houve narnianos sobreviventes, mas estes tiveram de esconder-se. O pai de Caspian, o falecido Caspian IX, foi assasinado pelo próprio irmão, Miraz, o Usurpador, que tinha grande interesse no trono de Caspian. O pequeno filho do falecido rei e sobrinho de Miraz, Príncipe Caspian (O décimo Caspian da raça telmarina) cresceu na corte aprendendo a cavalgar, lutar esgrima, história, matemática, e outras bastante avançadas para a idade. Também era um bom arqueiro. Caspian tinha uma babá, que lhe contava histórias dos tempos de antes da invasão dos telmarinos. As histórias contadas pela babá (histórias sobre sátiros, centauros, anões, faunos, minotauros, dríades, náiades, árvores que andavam, animais que falavam, um Leão que tinha vindo do fim do mundo, e quatro crianças destinadas a acabar com o reinado de uma cruel feiticeira que mantinha um inverno perpétuo de cem anos) encantaram Caspian. Diáriamente, ele caminhava com o tio Miraz, conversando. E numa dessas conversas, Caspian acabou dizendo sobre as histórias que a babá lhe contara. Furioso por isso, Miraz demitiu a babá, e pôs o Dr. Cornelius para substituí-la.

Mais tarde, Caspian descobrira que seu atual tutor, Doutor Cornelius, era um meio-anão, por parte legítimo narniano. Quando Miraz demitira sua antiga ama, ele dissera a Caspian que histórias sobre a Verdadeira Nárnia (animais falantes, criaturas mitológicas, árvores que andavam e falavam) eram pura baboseira. Mas Cornelius desmentira Miraz e disse a Caspian que a Antiga Nárnia realmente era verdadeira, não fábulas como dissera o tio do Príncipe. Cornelius disse que a mulher de Miraz, Prunaprismia, estava grávida, e Miraz queria transformar o filho num Príncipe. Mas como Caspian já ocupava esse "cargo" e era herdeiro legítimo do trono, a única maneira de transformar o filho num Príncipe, era matar o sobrinho. Caspian, sabendo que o próprio tio queria matá-lo, foi forçado a fugir. Antes de se lançar sobre as profundezas da floresta para fugir da morte, Caspian recebera a trompa mágica da Rainha Susana, que reinara a 1300 anos atrás na Era de Ouro narniana. Caspian recebeu essa trompa de Cornelius, e quando soprada, traria ajuda. Na teoria do Dr. Cornelius, a ajuda seria dos quatro Reis do passado, ou do próprio Aslam, o Leão. Nunca foi registrado nos livros, como Cornelius conseguira a trompa. Na minha teoria, ele provavelmente foi até as ruínas de Cair Paravel e tirou a trompa da Sala do Tesouro.

Depois de fugir do próprio tio, Caspian encontrou três narnianos: dois anões chamados Nikabrik e Trumpkin, e um texugo chamado Caça-Trufas. Depois de convencê-los que não queria matá-los e sim trazer a Antiga Nárnia de volta, os três apresentaram Caspian a diversos narnianos que haviam se escondido nos bosques depois do ataque dos telmarinos. Esses narnianos liderados por Caspian, formaram um exército para lutar contra os telmarinos e Miraz. Mas o exército de Caspian não obteve vitórias, nenhuma sequer. Então, Nikabrik e um grupo de amigos seus formados por uma Megera (espécie de bruxa) e um Lobisomem,se juntaram para tentar ressucitar Jadis, a Feiticeira Branca, vilã que havia decretado inverno perpétuo por cem anos na época da Verdadeira Nárnia. Nesta hora, Caspian soprou a trompa mágica e invocou os quatro reis do passado: Pedro, Susana, Edmundo e Lúcia. Nikabrik, Megera e o Lobisomem foram mortos antes que conseguissem ressucitar Jadis.

Trumpkin, foi sequestrado e levado para as margens das ruínas de Cair Paravel, que segundo as lendas, era habitada por fantasmas. Mas quando os telmarinos que sequestraram Trumpkin estavam prestes a lançá-lo no mar, para que se afogasse, os quatro reis do passado o salvaram, pois haviam chegado a Nárnia logo depois que Caspian soprara a trompa. Pedro, um dos quatro reis, propôs um duelo a Miraz e o matou. Depois disso, Caspian foi coroado e tornou-se Rei Caspian X.

Caspian também fazia parte da tripulação do navio Peregrino da Alvorada, na missão de resgatar 7 lordes (ou fidalgos) amigos de Caspian IX, lordes (ou fidalgos) que haviam sido banidos de Nárnia por Miraz. O motivo pelo qual Miraz os baniu nunca foi explicado. Em minha teoria, foi porque como Miraz havia matado Caspian IX (o próprio irmão) ele temia que os melhores amigos dele(no caso os sete) soubessem que Miraz era o assasino de Caspian IX. Edmundo e Lúcia, dois dos quatro reis do passado também faziam parte da tripulação do Peregrino. Pedro e Susana não, pois Aslam, o Leão, havia dito que eles não poderiam voltar a Nárnia. Durante a viagem do navio Peregrino da Alvorada, a tripulação foi parar no Início do Fim do Mundo, onde eles conheceram Ramandu, uma estrela caida do céu que adquirira forma humana. Eles também conheceram a filha de Ramandu, cujo nome nunca saberemos. A filha de Ramandu iniciou um relacionamento com Caspian, eles se casaram e juntos, tiveram um filho, Rilian.

A filha de Ramandu é morta por uma cobra enquanto ela e seu filho Rilian estavam acampando com um grupo de amigos. Rilian tentou encontrar a cobra que matara sua mãe mas acabou encontrando uma mulher trajando um vestido verde. A mulher lhe atraiu e ele a seguiu ás cegas. Depois disso, Rilian nunca mais foi visto. Caspian, agora com 76 anos de idade, parte em busca do filho até então desaparecido. Mas ele falha em sua busca e não encontra Rilian. Ele só é encontrado por dois humanos, primos dos quatro reis do passado, Eustáqio Mísero e Jill Pole. Sem falar em um Paulama do Pântano chamado Brejeiro. Depois de voltar a si, Rilian volta rapidamente a Cair Paravel, mas nesta altura do campeonato, Caspian estava em seu leito de morte. Logo após Caspian morrer, seu espírito adquire a idade de quando ele era criança e com Aslam o guiando, ele vai para a Verdadeira Nárnia.

Os Telmarinos - Origem: "Num lugar chamado Mar do Sul, um barco de piratas foi arrastado para uma ilha por uma tempestade. Os piratas fizeram o que costumam fazer: mataram os indígenas, tomaram as mulheres por esposas, dormiram á sombra das palmeiras, acordaram, discutiram, matando-se de vez em quando uns aos outros. Numa dessas refregas, seis deles, obrigados a fugir, foram com as mulheres para o centro da ilha; subiram depois a montanha e se esconderam numa caverna. Acontece que a caverna era um lugar mágico, uma das fendas abertas entre aquele mundo e este. Nos tempos antigos havia muitas dessas passagens, que hoje são cada vez mais raras. Essa era uma das últimas (reparem que não digo a última). E foi assim que caíram ou rolaram pela tal passagem e se encontraram de repente neste mundo, na terra de Telmar, que era então desabitada. Porque era desabitada é uma longa história que não contarei agora. Os seus descendentes viveram em Telmar e formaram um povo arrogante e temido; passadas muitas gerações, houve em Telmar uma grande fome e por isso invadiram Nárnia, onde reinava então uma certa desordem (outra longa história), e conquistaram-na e submeteram-na" Príncipe Caspian, Capítulo XV: Aslam abre uma porta no ar.

Curiosidades: no filme Príncipe Caspian, há uma invasão ao Castelo de Miraz. No livro, várias batalhas são citadas em alguns trechos, mas a do ataque ao Castelo no filme "dá vida" as batalhas que só foram simplesmente citadas. No livro, a única batalha narrada mais especificamente é a do Monte de Aslam. Nesse filme, também há o beijo de Susana e Caspian no final, o que não acontece no livro. No filme, o símbolo dos telmarinos é uma estrela, ou ponteiros apontando para Norte, Sul, Leste e Oeste. No livro, é uma águia

Interferência de bloqueador de anúncios detectada!


A Wikia é um site grátis que ganha dinheiro com publicidade. Nós temos uma experiência modificada para leitores usando bloqueadores de anúncios

A Wikia não é acessível se você fez outras modificações. Remova o bloqueador de anúncios personalizado para que a página carregue como esperado.

Também no FANDOM

Wiki aleatória